Rui Pedro Braz e Nuno Dias comentaram esta sexta-feira as mais recentes notícias do mercado de inverno em Portugal, no Mais Transferências. A iminente venda de Bruno Fernandes para o Manchester United foi um dos temas desta edição.

Parece mesmo estar prestes a acontecer. Frederico Varandas está em Inglaterra, onde estará a negociar o capitão do Sporting, que deverá estar de saída para o Manchester United. Para os comentadores da TVI24, esta transferência era inevitável.

O talento de Bruno Fernandes é demasiado grande para este Sporting”, disse Rui Pedro Braz. “O futebol português não consegue segurar este tipo de jogadores”.

O negócio, de acordo com o Mais Transferências, deve bater os 60 milhões de euros exigidos pelos leões e deverá ter jogadores envolvidos no negócio. Para já, existem vários nomes que poderão rumar no sentido contrário a Bruno Fernandes.

Para o comentador da TVI24 Nuno Dias, existem vários jogadores do atual plantel do Sporting capazes de dar o salto para jogar na posição do capitão leonino, como é o caso de “Wendel e Vietto”, segundo Nuno Dias.

Marcos Rojo poderá rumar a Alvalade. O contrato do defesa argentino está a terminar e o Sporting está a sondar o jogador. O sonho do regresso a Alvalade poderá ser difícil, devido ao elevado salário do jogador.

Marcos Rojo? Será excelente contratação”, comentou Rui Pedro Braz. “Difícil, mas uma boa contratação”.

Do lado oposto da 2ª circular, a chegada de Julian Weigl e a vontade do clube da luz em contratar o brasileiro Bruno Guimarães poderão tirar espaço à jovem promessa benfiquista. O futuro de Gedson deverá mesmo passar por um empréstimo em Inglaterra.

José Mourinho juntou-se ao grupo de clubes ingleses interessados no empréstimo do Gedson Fernandes. Nuno Dias afirmou que o jogador é um “craque”, mas que isso “não é suficiente”.

Gedson pode dar o salto como jogador se for para o Tottenham”, disse Nuno Dias.

É provável que esta não seja a última movimentação dos encarnados, neste mercado de inverno. A saída de Raúl Tomás levanta questões sobre uma possível falta de opções para a posição ofensiva. Facundo Ferreyra chegou a ser apontado, mas está fora de hipótese para reforçar o plantel encarnado.

A ideia é apostar em jovens até aos 24 anos com potencial para vender no futuro”, esclareceu Nuno Dias, que garante que o Benfica está a ser “estratégico e cirúrgico no mercado”.

/ JR