Sérgio Conceição chegou a ser dado como certo no Nápoles, no entanto, o clube italiano desmentiu a transferência, alegando que existiram “diferenças” de última hora na negociação que impediram a concretização do acordo.

O comentador da TVI Rui Pedro Braz revelou que, segundo o que conseguiu apurar, nenhum representante do Nápoles chegou a abordar o técnico dos dragões, apesar de ter chegado a existir um contacto através de intermediários.

Continuo a acreditar que a probabilidade mais forte de progressão de carreira de Sérgio Conceição na próxima época, é renovar com o FC Porto”, referiu.

Jorge Jesus volta a pedir dois reforços para o verão de 2021. O técnico encarnado quer reforçar o meio campo e a posição de defesa central. Para o eixo da defesa, o treinador das águias está a equacionar o regresso de um jogador que conhece bem: David Luiz.

Para Rui Pedro Braz, esta contratação implicaria sempre a saída de um dos centrais encarnados. Para o comentador, o “sacrificado” seria sempre o médio internacional belga Jan Vertonghen.

Não pode ser uma vaga qualquer, não pode ser uma vaga aberta por Lucas Veríssimo. Tem de ser uma vaga aberta por Jan Vertonghen – aquela que, a meu ver, ser a mais provável – ou uma vaga aberta por Nicolás Otamendi”, afirmou.

O comentador vinca ainda que não é comportável para os encarnados ter três defesas centrais “de topo”, com elevadas massas salariais e todos com idades acima dos 33 anos. Bruno Andrade reforçou a necessidade que os encarnados têm de encontrar uma alternativa viável para a baliza, uma vez que acredita que as atuais opções do Benfica são apenas “boas reservas”.

Um Benfica que investe mais de 100 milhões em reforços, não pode dar-se ao luxo de ter apenas três guarda-redes reserva”, frisou.

Redação / JGR