O comentador acredita que o Benfica continua a contratar muito, embora menos do que o já fez no passado. Rui Pedro Braz defende, no entanto, uma reflexão: são menos as contratações que chegam a titulares no Benfica. Esta época, apenas Raul de Tomas é titular, mas não é garantido que assim continue.

Rui Pedro Braz fez as contas: nos últimos cinco anos, apenas sete das 42 contratações que o Benfica fez foram chegaram à titularidade absoluta. 

O Benfica faz contratações que acabam por não ser reforços: por exemplo, Rui Pedro Braz acredita que Caio Lucas nunca vai ser titular no Benfica. Apesar disso, o Benfica tem feito contratações que, apesar de não se assumirem como titulares, acabaram por dar retorno finaceiro, como foram os casos de Raul Jimenez, Talisca ou Jovic.

Rui Pedro elogiou, no entanto, Luís Filipe Vieira por conseguir fazer dinheiro com jogadores que não são titulares, seja através de vendas, empréstimos, etc.

No entanto, esses reforços estão com mais dificuldade em afirmar-se na equipa principal dos encarnados. A aposta na formação pode ser uma das causas, mas não a única. Rui Pedro Braz acredita que o scouting dos encarnados não está a ser tão eficaz como já foi um dia.

O comentador lembrou que, desde 2015, apenas sete contratações conseguiram ser titulares indiscutíveis no Benfica, ao passo que, no mesmo período, foram 10 os jogadores da formação a singrar. Ederson, Lindelöf, Nélson Semedo, Renato Sanches, Gonçalo Guedes são alguns dos exemplos.

No Sporting, o Conselho Fiscal e Disciplinar vai avançar processos aos sócios que perturbaram a última assembleia geral do clube. Rui Pedro Braz lembrou o comportamento de Frederico Varandas, que deixou o púlpito a mandar beijinhos para as bancadas, de onde os sócios gritava insultos.

O comentador considera que o presidente do Sporting não pode ter este tipo de comportamentos, uma vez que é presidente de todos os sportinguistas e não apenas dos que votam nele e defende, por isso, que esse comportamento deve ser analisado pelo Conselho Fiscal.

Rui Pedro Braz lembra ainda que todos os presidentes do Sporting dos últimos 10 anos têm tido relações delicadas com adeptos e nunca chegam a terminar o mandato. O comentador exemplificou: José Eduardo Bettencourt, Godinho Lopes e Bruno de Carvalho, no segundo mandato.

Frederico Varandas é agora o alvo da contestação dos sportinguistas, mas Rui Pedro Braz pede um reflexão no seio dos sportinguistas: o que está em causa? É um problema de identidade? É um problema de relação só com as claques ou com os sócios em geral?

Rui Pedro Braz admite que é mais fácil o clube ter estabilidade com vitórias, lembrando que o Sporting está quase há 20 anos sem ser campeão nacional, mas defende que não é a interromper ciclos, provocar eleições, impedir a conclusão de mandatos ou a contestar todas as decisões que o clube fica a ganhar.

No FC Porto, Rui Pedro Braz comparou os números de Danilo com outros médios de qualidade, a saber William Carvalho, Rúben Neves e André Gomes, e chegou à conclusão que se trata do medio defensivo com melhores registos por jogo esta epoca.

O comentador lembrou os dois episódios menos positivos que Danilo protagonizou dentro e fora de campo - no Algarve e frente ao Feyenoord -, mas recordou que o capitão pediu desculpa no balneário e à equipa técnica, o que acabou por cair bem ao grupo de trabalho.