Sobre o jogo, Luís Filipe Menezes acredita que a grande penalidade sobre Bolasie foi bem assinalada, o que permitiu ao Sporting amealhar os três pontos e assim aproximar-se dos lugares da frente. O comentador do Sporting lembrou que os verde e brancos estão agora a um ponto do quarto lugar.

Manuel Serrão acredita que a grande penalidade sobre Bolasie resultou de um lance fortuito, mas é um lance bem assinalado. Para Pedro Guerra, o guarda-redes teve uma abordagem precipitada ao lance que acabou por dar a grande penalidade ao Sporting e Bolasie sacou bem a falta, que acabou por ser assinalada, depois de consultado o VAR. O comentador do Benfica acredita, no entanto, que o penálti foi bem assinalado, fruto da precipitação de Beunardeau.

Com esta vitória, o Sporting está no caminho de regresso ao "lugar que é seu por direito próprio", o que deixou Luís Filipe Menezes satisfeito, principalmente por ser o primeiro jogo de Silas à frente do Sporting. Menezes acredita que Silas merecia a "estrelinha" de começar bem por ter tido a coragem de assumir o comando técnico do Sporting num momento tão difícil.

Ainda sobre o treinador, Manuel Serrão lembrou a quantidade de treinadores a quem o presidente do Sporting ligou antes de avançar para o antigo treinador do Belenenses para substituir Leonel Pontes no comando técnico. Para Manuel Serrão, a obrigação do Sporting é terminar o campeonato em terceiro lugar e Frederico Varandas deve assumir isso mesmo.

Já Pedro Guerra referiu as palavras de Silas, que disse não acreditar que um treinador tenha dito que o Sporting era "um clube de malucos". Para o comentadro, Silas não devia ter contradito Frederico Varandas, mostrando assim falta de solidariedade e entrando, de alguma maneira, com o pé esquerdo nesta nova relação com o presidente verde e branco.

Destituição à vista?

Em mais uma noite de contestação a Frederico Varandas, à chegada e à saída da Vila das Aves, Rui Pedro Braz revelou que há movimentações nos bastidores do Sporting no sentido de destituir Frederico Varandas.

O comentador da TVI explicou que José Maria Ricciardi continua a acreditar que o seu projeto é o melhor para o futuro imediato do Sporting. O banqueiro aprendeu com os erros da última campanha eleitoral: acredita que a sua associação a José Eduardo o prejudicou nas últimas eleições e por isso já se distanciou do antigo jogador.

Rui Pedro Braz alertou, no entanto, que não basta apenas ter as assinaturas suficientes para que a assembleia de destituição tenha lugar: é preciso ainda que tenha havido uma violação dos estatutos do Sporting para avançar com o processo, algo que a equipa do banqueiro estará ainda a ver.

Outra forma de avançar com eleições antecipadas seria o próprio Frederico Varandas provocar a queda da direção, algo que não estará no horizonte.