Manuel Serrão acredita que o lado mais dramático da temporada do Sporting já passou, agora que parece estar encarreirado nas vitórias. O comentador acredita que, se com o quarto lugar fazem esta festa, se chegam ao terceiro podemos ter festa no Marquês.

Manuel Serrão acredita que os resultados positivos vão ajudar Frederico Varandas a vencer a guerra que comprou com as claques enquanto forem positivos. Uma das batalhas será a expulsão das claques dos espaços do Sporting e Frederico Varandas não deverá ceder para não mostrar parte fraca.

O comentador acredita, no entanto, que as claques devem apoiar quando acham que devem apoiar e criticar quando acreditam que devem criticar, que é o que têm feito no Sporting: apoiar a equipa durante os jogos e virar baterias contra a direção depois do apito final.

Já Pedro Guerra acredita que Frederico Varandas se tenha sentido confortável com a vitória do Sporting e a reação de Alvalade às críticas das claques, mas sublinhou que os movimentos contra a atual direção continuam.

O comentador considera que os leões vivem e vão continuar em guerra civil, um ambiente que não confere estabilidade. O problema, aponta, é que os projetos e movimentos que vão aparecendo estão a pensar em si mesmos e não têm em mente o bem maior do Sporting.

Luís Filipe Menezes defende que haja o bom senso no Sporting de colocar de lado os episódios de arruaça e violência, para que se consiga encontrar uma solução e uma posição comum entre as claques e Frederico Varandas.

O comentador considera ainda que o Estado deve intervir na questão das claques, não só por causa do que se passou em Alcochete, mas também de outros episódios do passado.