O Benfica foi condenado a pagar 3,5 milhões de euros a Bilal Ould-Chick, apurou a TVI.

A FIFA negou o provimento à decisão do Benfica no despedimento do jogador por justa causa, que aconteceu em 2017.

O extremo holandês, com dupla nacionalidade marroquina, esteve no Benfica em 2015/16 e não chegou a disputar nenhum encontro pela equipa principal. As águias rescindiram com o jogador, que se viu envolvido em várias polémicas, e o jogador levou o processo à FIFA. 

Esta quarta-feira, a FIFA deu razão ao jogador e o Benfica fica condenado a pagar a quantia supra-mencionada. Benfica, Utrecht (clube pelo qual Bilal assinou após sair do Benfica), FPF, federação holandesa e UEFA já foram notificados.

O Benfica já emitiu um comunicado a confirmar a situação e anunciar que vai recorrer ao TAS (Tribunal Arbitral do Desporto).