FC Porto venceu o Schalke 04 e garantiu pela vitória 2,7 milhões de euros, pelo apuramento 9,5 milhões de euros e no total já lucrou nesta Liga dos Campeões 62,5 milhões de euros.

Uma pipa de massa, não é?

Implacável esta prestação do FC Porto na Liga dos Campeões com quatro vitórias e um empate. Sérgio Conceição começou a prova a dizer que eram um grupo sem tubarões... mas afinal há tubarão no Dragão!

Os dragões entraram em campo com os alemães já apurados, graças ao triunfo do Lokomotiv sobre o Galatasaray (2-0), mas em jogo estava o primeiro lugar e a fuga aos pesos pesados nos oitavos.

O conjunto de Sérgio Conceição não vacilou e com uma segunda parte avassaladora venceu por 3-1 com golos de Militão, Corona e Marega, que somou o quarto jogo consecutivo a marcar.

Felicidade em campo e felicidade económica. FC Porto é juntamente com Barcelona e Bayern a equipa que mais dinheiro fez nesta Liga dos Campeões com os resultados: 11,7 milhões de euros.

Neste jogo fica ainda o incrível registo de Iker Casillas, que pela 21.ª vez conseguiu estar na fase a eliminar da Liga dos Campeões.

VER TAMBÉM:

Um grupo de loucos e tudo por decidir na última ronda

Nápoles, PSG e Liverpool e um grupo à roda com duas vagas por decidir.

Os napolitanos venceram em Itália o Estrela Vermelha por 3-1, com bis de Dries Mertens, e subiram à liderança do grupo C.

Só que no Parque dos Príncipes, o PSG também bateu o Liverpool e, por isso, entre os três há apenas três pontos de diferença. 

Neymar foi o protagonista maior e levou os «milionário» ao triunfo. Marcou o segundo golo e tornou-se o brasileiro com mais golos na Liga dos Campeões, superando Kaká. Os ingleses reduziram ainda na primeira parte, mas Buffon não voltou a sofrer e o PSG venceu.

O Nápoles tem nove pontos, o PSG tem oito e o Liverpool seis. Será uma última jornada fantástica com um embate entre Liverpool e Nápoles e com a deslocação do PSG ao Estrela Vermelha, onde ninguém ganhou ainda.   

Em jeito de curiosidade fica aqui um vídeo tremendo, gravado fora do Estádio San Paolo, em Nápoles.

Senhor Messi, o homem das fases de grupos

O Barcelona, já apurado, estava a passar mal frente ao PSV e viu os postes de Ter Stegen evitaram a vantagem holandesa diversas vezes.

Quem vinha o jogo adivinhava a vantagem dos homens da casa, só que estava lá Lionel Messi e o astro argentino decidiu.

Em dez minutos (61' e 70'), Messi resolveu o jogo com um golo e uma assistência e meteu os três pontos na mala dos culés. De Jong ainda bateu Ter Stegen, mas o Barcelona segue invicto e assegurou o primeiro lugar do grupo B.

Com o golo apontado, Lionel Messi amplia o recorde de máximo goleador da fase de grupos: 66 golos em 66 partidas.

No outro jogo do grupo, o Tottenham vingou a derrota de Milão e bateu o Inter por 1-0. Assim iguala os italianos, ganha no confronto direto, contudo tem de se deslocar a Barcelona na última ronda.

Atl. Madrid e Dortmund apurados, mas com troca de papéis

 

No início desta quarta-feira, o Atlético de Madrid recebeu e venceu o Mónaco por 2-0 e carimbou o apuramento para os oitavos de final, qualificando automaticamente o Dortmund, que jogaria apenas mais tarde.

A equipa de Simeone entrou a todo gás e marcou aos 88 segundos por Koke, o golo mais rápido dos colchoneros na Liga dos Campeões.

Pouco depois Griezmann aumentou a vantagem e o Atlético ficou tranquilo no jogo.

No segundo tempo, Thierry Henry lançou Falcao no regresso a "casa" e o colombiano foi ovacionado pela afición colchonera. Antes do jogo, Falcao já tinha sido homenageado.

Ora, Falcao recebeu tanto carinho que na hora de bater Oblak da marca da grande penalidade... falhou.

Curiosamente foi o terceiro penálti que Falcao cobrou na prova e falhou os três. Já Oblak foi a terceira vez que teve um desafio da marca de grande penalidade e nunca sofreu golo: defendeu duas e esta foi ao lado.

O jogo terminou, o Atlético subiu ao primeiro lugar à condição, algo que se tornou definitivo porque o Dortmund empatou em casa com o Club Brugge.

Assim, na última jornada os espanhóis só precisam de vencer para serem primeiros, o Dortmund precisa de vencer e de uma escorregadela do rival.