A luta pelo título pode muito bem já estar fechada e todas as atenções centram-se agora na luta pelo acesso direto à Liga dos Campeões. O Benfica já não depende de si próprio e, a quatro pontos do FC Porto, tem de começar por vencer o Tondela, se quiser manter a esperança de agarrar os milhões da liga milionária.

Rui Pedro Braz destacou o “desfalque” das águias para este encontro, que não vão poder contar com a presença de Otamendi, Julian Weigl e Taraabt, três elementos que, no entender do comentador, formam a “espinha dorsal da equipa” de Jorge Jesus.

Otamendi é um dos melhores centrais a jogar a partir da defesa. Weigl parece-me, neste momento, o melhor número seis a jogar em Portugal. Adel Taraabt oferece ao jogo aquilo que mais ninguém oferece: a capacidade de criar linhas”, explicou.

Para Nuno Dias, estas baixas vão obrigar os encarnados a deixar de jogar com três centrais e apostar “na consistência do coletivo”, ao invés de apostar em Morato, “um jogador novo” que poderia colocar em causa a perseguição aos dragões.

Rui Pedro Braz lembrou ainda que as águias não dependem só de si para chegar ao segundo lugar da tabela e que os dragões têm de perder pontos. Além do mais, a equipa de Jorge Jesus tem de vencer em casa contra os azuis e brancos, algo que, nos últimos anos, não se tem revelado tarefa fácil.

O Benfica nem depende só de si para chegar ao segundo lugar. O FC Porto ainda tem de empatar pelo menos um jogo e Benfica teria de levar a melhor no encontro no estádio da luz, algo que, nas décadas mais recentes, não se tem revelado tarefa fácil”, frisou.

FC Porto enfrenta Famalicão sem Sérgio Conceição no banco

Já o FC Porto recebe esta sexta-feira o Famalicão, uma equipa que tem vindo a surpreender muita gente pela qualidade do futebol praticado. Os dragões não vão poder contar com a presença de Sérgio Conceição no banco de suplentes, após a expulsão em Moreira de Cónegos.

É sempre uma baixa de monta quando o treinador não está com a equipa no banco. É óbvio que a equipa é preparada durante a semana, os adjuntos trabalham de perto com o treinador e há meios de comunicação fáceis, mas não é exatamente a mesma coisa”, considerou Nuno Dias.

O comentador destacou também a necessidade que os dragões têm de “reagir”, após tudo o que se passou em Moreira de Cónegos, onde perderam dois pontos. Para Bruno Andrade, a ausência do técnico é muito mais exacerbada por se tratar do FC Porto.

É o pior momento para o FC Porto abrir mão do seu treinador”, rematou.

Novas imagens do estádio de Braga

Sporting e Hugo Viana levaram processos disciplinares depois do jogo com o Braga. Nas novas imagens a que o Mais Bastidores teve acesso, é possível ver o dirigente sportinguista Hugo Viana a caminhar visivelmente chateado para o camarote da televisão do clube de Braga.