Ao vencer uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos, além de toda a alegria e orgulho, um atleta português tem ainda direito a um prémio de 50 mil euros. 

De acordo com a tabela aprovada pelo Governo português em 2018 (Portaria n.º 332-A/2018), se Pedro Pichardo, o campeão olímpico do triplo salto em Tóquio, vai receber 50 mil euros, já Patricia Mamona, que ganhou uma medalha de prata na mesma modalidade, irá receber 30 mil euros.

Já o judoca Jorge Fonseca e o canoísta Fernando Pimenta, que trouxeram para casa medalhas de bronze, terão direito a 20 mil euros.

Valores muito baixos quando comparados com os prémios recebidos pelos medalhados de Singapura, Hong Kong ou Cazaquistão, de acordo com os valores divulgados pelo site Money Under 30.

Mas mais do que recebem os atletas dos Estados Unidos, por exemplo. Aqui, uma medalha de ouro dá direito a cerca de 31,6 mil euros, a prata vale perto de 20 mil euros e o bronze fica-se pelos 12,7 mil euros. 

Na verdade, o país que mais se aproxima dos prémios portugueses é a Rússia, como se pode comprovar nesta tabela com os prémios recebidos pelos atletas em alguns países.

País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze
Singapura 627,5 mil euros 314 mil euros 241,2 mil euros
Hong Kong 543 272 136
Cazaquistão 211 127 63,2
Itália 179,1 89,6 59,7
França 54,8 21 12,7
Rússia 51,4 32 22
Portugal 50 30 20
Brasil 41 24 16
Japão 38,1 15,3 7,6
EUA 31,6 19 12,7
Alemanha 18,6 14,3 9,3
Maria João Caetano