Debaixo de um dilúvio na Invicta, o FC Porto manteve-se invicto na Champions, somou mais 2,7 milhões de euros e está a um ponto do apuramento.

Sérgio Conceição até acertou nas mexidas que os russos iam fazer, referiu que por isso o jogo iria ser mais difícil, mas logo aos dois minutos Herrera deu vantagem e fez o Dragão vibrar.

O mexicano foi servido por Marega e voltou a fazer o gosto ao pé, tal como na Rússia. Herrea tornou-se assim o segundo mexicano com mais golos na Liga dos Campeões, atrás de Chicharito Hernández.

Melhor entrada o FC Porto não podia pedir e com Óliver mais uma vez a segurar a batuta lá foi controlando e ameaçando os russos. O jogo partiu por volta da meia-hora, o Lokomotiv ainda assustou, mas seriam os dragões a marcar novamente.

Marega e Herrera trocaram papéis e o maliano também voltou a marcar aos russos.

Tranquilidade no Dragão, num relvado cada vez mais difícil de jogar devido à chuva.

Na segunda parte, Farfán assustou o Dragão ao reduzir, mas Corona repetiu o feito de Herrera e Marega e também escreveu o seu nome na lista de marcadores. 3-1 aos 67 minutos, o mesmo resultado da Rússia e os mesmos marcadores.

A partir daí, as esperanças russas terminaram e o FC Porto fez o quarto, num golaço de Otávio.

10 pontos, liderança do grupo e o apuramento ali bem perto, à distância de um empate na Turquia. Já o Lokomotiv é uma das três equipas eliminadas esta noite e agora resta lutar pela Liga Europa.

No outro jogo do grupo, o Schalke 04 venceu por 2-0 o Galatasaray, com um golo em cada parte e chegou aos oito pontos. Os alemães deram um passo rumo aos oitavos e agora só precisam de vencer em casa o Lokomotiv para se apurarem.

 

Um grupo baralhado graças ao... Estrela Vermelha

Nápoles, PSG, Liverpool e Estrela Vermelha. São estas as equipas do grupo C e antes da prova começar ninguém apostaria nada nem sequer um ponto nos sérvios.

Quatro jornadas volvidas e quatro pontos e uma confusão geral. Os sérvios bateram o Liverpool por 2-0, com bis de Pavkov, e continuam invictos no Marakana de Belgrado (empate sem golos com o Nápoles).

E como no outro jogo do grupo, PSG e Nápoles, com Mário Rui a titular, voltaram a empatar, o primeiro e o último estão separados por dois pontos.

1.º Liverpool, 6 pontos

2.º Nápoles, 6 pontos

3.º PSG, 5 pontos

4.º Estrela Vermelha, 4 pontos

Destaque para um "jovem" de 40 anos que se estreou pelo PSG na Champions esta terça-feira: Gianluigi Buffon.

Após cumprir castigo de três jogos, que vêm da época passada, o italiano estreou-se pelos franceses em Itália e fez uma mão cheia de defesas de nível superior. VEJA ESTA, A DEFESA DA NOITE!

 

Barcelona, o primeiro apurado para os "oitavos", em dia de remontada inglesa

O Barcelona estava pertíssimo do apuramento e não perder em Milão bastava para seguir em frente. Com a vitória até o primeiro lugar garantia.

E a decisão ficou mesmo para os últimos minutos e colocou os culés como 1.º apurado e deixou o PSV de fora.

Até aos 78 minutos, só o PSV tinha marcado em Wembley. A emoção ficou para os minutos finais e aos 78 minutos igualou.

Tudo igual e apuramento garantido para o Barça. Valverde lançou Malcom e dois minutos depois o brasileiro fez o 0-1 e o primeiro lugar ficou ali bem perto. 

Só que quatro minutos depois do golo blaugrana, Icardi, o suspeito do costume, fez o empate. O primeiro lugar deixou de estar garantido e, em Wembley, Harry Kane fez o 2-1 para o Tottenham, que assim reentrou na corrida do grupo.

Com estes dois resultados foi preciso recorrer à calculadora e essa indica que o Barça é o primeiro apurado.

Os culés têm 10 pontos, mais três que o Inter e mais seis que o Tottenham. Com duas jornadas para jogar, os Spurs ainda podem fazer 10, tal como o Inter, desde que o Barça não pontue.

Só que nesse igualdade a 10 pontos, o Barcelona ficaria sempre apurado, já que soma sete pontos nos jogos entre as três equipas e o Tottenham no máximo somará seis pontos.

Contas feitas, Barça assina presença nos oitavos de final. Já o PSV está matematicamente eliminado.

 

Atl. Madrid vinga-se, Mónaco humilhado e eliminado

O Mónaco-Club Brugge começou às 17h55 e às 18h30 já o marcador apontava um 0-3. Surpresa geral no Principado e a sequência terrível sem vencer da equipa agora comandada por Thierry Henry continua. 

Na segunda parte, os belgas fizeram o 0-4 e consumaram o triunfo e o 15.º jogo sem vencer dos franceses. Em 17 jogos esta época apenas um triunfo e na 1.ª jornada da Liga Francesa.

Algo vai muito mal no Mónaco...

Esta derrota significa a eliminação dos monegascos e até a Liga Europa parece uma miragem.

No jogo dos líderes, o Atl. Madrid vingou-se da goleada sofrida na Alemanha e venceu o Dortmund por 2-0, num jogo em que Gelson e Guerreiro saíram do banco.

Saúl e Griezmann marcaram os golos dos espanhóis. Na próxima jornada podem apurar-se as duas equipas.

Foi a primeira derrota do Dortmund desde 12 de maio deste ano.

VEJA TAMBÉM: