O Mais Bastidores deste fim de semana teve os olhos postos na ação do fim de semana e olhou para a vitória do FC Porto frente ao Paços de Ferreira. Os dragões venceram a equipa da capital do móvel por 2-0.

Para Rui Pedro Braz, esta vitória, contra o que considera ser uma “uma das melhores equipas do campeonato”, foi resolvida pelos “suspeitos do costume”, que já tinham resolvido a eliminatória da Champions a Sérgio Conceição.

FC Porto volta a vencer e com as duas figuras do encontro a repetir a distinção que tinham cumprido a meio da semana. Pepe e Sérgio Oliveira já tinham brilhado ao mais alto nível naquela epopeia que levou a equipa aos quatros da Liga dos Campeões e agora resolveram mais um problema bicudo para a equipa de Sérgio Conceição”, afirmou o comentador.

Nuno Dias considera que depois de um jogo como foi a “epopeia de Turim” é mais fácil para os jogadores “irem buscar forças onde pensam que não têm”. Para o comentador, esta vitória demonstra que os jogadores do FC Porto “ainda têm uma palavra a dizer” no campeonato.

A sul do país, o Benfica voltou a ganhar, derrotando o Boavista por duas bolas a zero. Rui Pedro Braz sublinha que este resultado “peca por escasso” e recorda que os encarnados estiveram a jogar mais de 80 minutos contra dez.

No entanto, destaca que há melhorias, particularmente no setor defensivo.

Já o Sporting voltou a vencer com um golo tardio de Tiago Tomás, derrotanto o Tondela. Foi o 16º ponto conquistado com golos depois dos 80 minutos na liga. Esse foi um dos destaques de Nuno Dias.

Para o comentador os leões não mostram uma “nota artística elevadíssima”, mas revelam uma capacidade de ser intensa até ao final do encontro, acreditando sempre nas suas capacidades.

Por vezes a qualidade do jogo não tem sido a melhor, mas também Rúben Amorim admitiu que hoje os adversários já conhecem melhor o Sporting”, destacou.

Redação