Benfica sofre derrota pesada em Munique (5-2)

Na Alemanha, Jorge Jesus surpreendeu com cinco mudanças no onze titular em relação ao último jogo do campeonato, frente ao Estoril Praia. O Benfica foi mesmo a primeira equipa a introduzir a bola na baliza adversária, Lucas Veríssimo marcou, mas o lance acabou invalidado por fora de jogo de Pizzi.

Ao minuto 26, o poderio ofensivo do Bayern não perdoou. Coman deixou Grimaldo de olhos trocados no flanco direito do ataque alemão e cruza para o segundo poste, onde Lewandowski só teve mesmo de encostar.

O segundo golo alemão chegou sete minutos depois, Gnabry, com um momento de génio, respondeu ao passe de Lewandowski e com o calcanhar aumentou a vantagem bávara.

O Benfica respondeu à desvantagem na sequência de um livre. Morato surgiu no coração da área e de cabeça fez o primeiro golo encarnado.

No entanto, o pesadelo de Jorge Jesus ainda não tinha chegado ao fim. Aos quatro minutos da segunda parte, Alphonso Davies amorteceu de cabeça para Sané, que de primeira fuzilou a baliza de Vlachodimos.

Ao minuto 61, Lewandwski bisou na partida. Um chapéu perfeito do avançado polaco ao guardião do Benfica que só parou no fundo das redes.

Na resposta, Jesus lançou Rafa Silva e Darwin Núñez. Foi mesmo o avançado uruguaio quem fez o segundo golo das águias, após um contra-ataque conduzido por João Mário.

Para fechar o marcador, lance incrível do Bayern. O guarda-redes Neuer assiste e isola Lewandowski, com um passe atrás da linha de meio-campo. O avançado do Bayern voltou a mostrar toda a classe, picou a bola sobre o guardião encarnado e chegava ao "hat-trick".

Ronaldo bisa e salva Manchester em Itália

Em Itália, frente à Atalanta, o Man. United de Cristiano Ronaldo e Bruno Fernandes voltou a entrar mal em campo.

A equipa treinada por Solskjaer já perdia ao minuto 12, após golo de Ilicic, para desalento dos adeptos dos Red Devils.

Antes de ir para o intervalo, Cristiano Ronaldo voltou a empatar o encontro. O internacional português só teve de rematar para o fundo das redes, depois de um de calcanhar fenomenal de Bruno Fernandes.

Na segunda parte, a história repetiu-se com Zapata a fazer o 2-1 para a Atalanta. O resultado manteve-se até ao minuto 90+1, quando Ronaldo salvou a honra britânica com um golaço, após passe de Greenwood.

Grupo do Benfica

No outro jogo do grupo do Benfica e Bayern Munique, o Barcelona foi à Ucrânia defrontar o Dínamo de Kiev.

Os espanhóis, que recentemente despediram o treinador Ronald Koeman, só desfizeram o empate a zero ao minuto 70, com um golo de Ansu Fati.

Juventus, Wolfsburgo, Chelsea, Lille e Villarreal vencem

Em Itália, a Juventus recebeu e venceu o Zenit. O primeiro golo foi do argentino Dybala aos 11 minutos de jogo.

Ao minuto 26, contratempo para a Juventus. Bonucci introduziu a bola na própria baliza e estava feito o empate.

Dybala voltou a colocar a vecchia signora em vantagem, mas desta vez através de penálti.

A Juventus chegou ao 3-1 com um golo de Chiesa, ao minuto 73.

O quarto dos italianos foi da autoria do avançado espanhol Morata, após assistência de Dybala. O Zenit ainda voltou a marcar aos 90+2. Azmoun fixou o resultado final em 4-2.

O Lille de Renato Sanches e José Fonte foi a Sevilha vencer por 2-1. Os franceses até entraram a perder, mas deram a volta ao marcador com golos de J. David e Ikoné.

Na Suécia, o Chelsea bateu o Malmo pela margem mínima. Os ingleses só conseguiram bater a defesa sueca ao minuto 56, através de Ziyech.

No outro jogo da noite que se realizou em solo alemão, o Wolfsburgo venceu o Salzburgo por 2-1. O conjunto alemão abriu o marcador ao minuto 3, por Baku. Os austríacos empataram o jogo ainda na primeira parte com um golo Wober. Ainda assim, o Wolfsburgo acabou por voltar a chegar à vantagem ao minuto 60 graças a Nmecha.

O Villarreal recebeu venceu o Young Boys por 2-0. Capoue abriu o marcador ao minuto 36 e Danjuma dilatou a vantagem perto do fim do jogo.

Nuno Mandeiro