Depois de muitos avanços e recuos, o Benfica desistiu “para já” do central do Santos Lucas Veríssimo. Rui Pedro Braz explicou o que falhou no processo de contratação.

O Benfica terá feito uma proposta de seis milhões e o Santos terá pedido sete. Os clubes terão chegado a um acordo a meio caminho, nos seis milhões e meio de euros e 15% de mais valias de uma transferência futura.

O comentador da TVI revelou que o negócio esteve mesmo praticamente fechado, mas que, de acordo com o Benfica, as “burocracias em tempo de pandemia” terão feito os encarnados desistir da compra, por temer que não conseguissem inscrever o jogador a tempo.

Ninguém acredita que o Benfica não conseguisse inscrever Lucas a tempo”, frisou o comentador. “O jogador podia perfeitamente assinar o contrato no consulado de Portugal em São Paulo na presença de um representante português. Ninguém acredita que o Benfica conseguisse inscrever o jogador.”

Para Rui Pedro Braz, os verdadeiros motivos desta desistência prendem-se no facto de “o Benfica ter outra opção”. No entanto, o comentador fecha a porta a que essa opção seja o internacional português Rúben Semedo.

Todos os segredos e valores da saída de Danilo para o PSG

As últimas horas de mercado têm sido de grande agitação. Danilo vai para o PSG por empréstimo com uma opção de compra de 20 milhões de euros. Rui Pedro Braz esclareceu que, ao contrário do que tem sido veiculado, a cláusula de compra não é obrigatória.

O capitão dos dragões vai transferir-se para Paris por quatro milhões de euros no imediato e 16 milhões de euros que serão pagos com o decorrer da época, totalizando 20 milhões de euros, ou seja, metade da cláusula de rescisão do jogador.

Empréstimo de Danilo é uma venda, apesar de que nunca será assumida como tal”, sublinhou o comentador da TVI. “Não pode ser assumido como tal porque o PSG está proibido de comprar devido ao Fair-Play financeiro.”

O comentador da TVI revelou ainda que o negócio levado a cabo por Jorge Mendes e ficou concluído por volta das 4 horas da manhã.

“FC Porto precisa muito deste dinheiro do dinheiro da venda de Danilo”, lembrou.

João Mário de regresso a Alvalade por empréstimo

João Mário vai voltar a ser jogador do Sporting. O Inter esteve a fazer pressão para que João Mário aceitasse a proposta do Torino por ser a mais vantajosa para o clube em termos de controlo da massa salarial, mas o internacional português não quis continuar em Itália.

“Vontade de João Mário de regressar a Alvalade foi decisiva neste negócio”, explicou. “Regressa depois de ter saído há quatro anos por quarenta milhões de euros e volta agora por empréstimo.”

O comentador garantiu que os empresários do jogador se encontram em Milão para tratar da desvinculação, garantindo ao Sporting um substituto de Wendel, que ruma ao Zenit.