Alex Pullin, de 32 anos, morreu esta quarta-feira enquanto pescava em Palm Beach, na Austrália. 

De acordo com as autoridades locais, o bi-campeão mundial de snowboard foi encontrado sem vida numa praia da Costa Dourada, em Queensland.

Ele estava a pescar em Palm Beach. Foi levado para a praia por pescadores, onde recebeu ajuda dos nadadores-salvadores e dos paramédicos locais", disse um dos porta-voz do serviço de urgência. 

Uma equipa de assistência médica, que se dirigiu para o local, ainda tentou reanimá-lo, mas sem sucesso. 

O corpo de Pullin foi avistado por um mergulhador debaixo de água. O incidente ocorreu esta manhã por volta das 10:30 (horas locais, 01:30 em Lisboa). 

As autoridades alegam que Alex Pullin parecia estar a mergulhar sozinho: "Ele não tinha máscara de oxigénio, presumimos que ele estivesse a praticar mergulho livre e a caçar junto ao recife"

"Atleta incrível", "companheiro de equipa", "humilde", "gentil" e "talentoso". Estas foram algumas da palavras utilizadas nas várias homenagens ao bi-campeão mundial. 

"Chumpy", como era conhecido, cresceu na cidade de Mansfield, começou a praticar snowboard aos oito anos, e conquistou medalha de ouro nos campeonatos mundiais de 2011 e 2013.

No campeonato de 2017 conquistou a medalha de bronze. 

Cláudia Évora