O Sport Lisboa e Benfica perdeu provisoriamente a liderança do campeonato, depois da goleada do Sporting ao Tondela, por quatro bolas a zero. As águias vão defrontar o Boavista no estádio do Bessa, num jogo historicamente muito difícil para os encarnados.

Para Rui Pedro Braz, apesar da equipa do Boavista se ter reforçado “muito bem”,está longe de de estar “a carburar”, a equipa da cidade do Porto “vai sem dúvida procurar a vitória” contra o Benfica de Jorge Jesus.

O comentador sublinhou que a importância do jogo e a prioridade do campeonato que os encarnados dão à reconquista do campeonato, levarão com que Jorge Jesus não mude muito as escolhas do plantel. “Acredito que Jorge Jesus faça a rotatividade contra o Glasgow Rangers”, frisou.

No entanto, o comentador da TVI afirma que existe, neste momento, quatro disputas em aberto por posições no plantel benfiquista.

“Diogo Gonçalves e Gilberto na lateral direita. Julian Weigl e Gabriel no meio campo. Gabriel procura sempre o passe de rotura e não é isso que Jorge Jesus quer para um número seis. Gabriel arrisca-se a perder lugar para Julian Weigl”, explicou. “Pode haver uma luta entre Taraabt e Pizzi também e, por fim, Haris Seferovic que espreita um lugar no ataque e tem vindo a responder em todas as situações”.

Sporting é líder à condição

O Sporting tem surpreendido todos os analistas com a qualidade de jogo e a regularidade das suas exibições. Os comentadores da TVI não são exceção.

“Rúben Amorim é, de longe, o melhor comunicador do Sporting. É o rosto da tranquilidade, do profissionalismo e, acima de tudo, é o rosto da modernidade. Uma modernidade que faltava há muito ao Sporting”, explicou Rui Pedro Braz.

Para o comentador, a chegada de Rúben Amorim ao Sporting “catapultou” os leões para “dois ou três níveis” acima. No entanto, o especialista de desporto sublinha que esse é um “crescimento sustentado” e não é “um passo mais largo do que as pernas”.

Ainda assim, Rui Pedro Braz sublinhou que é muito importante para os adeptos leoninos e para os jogadores do clube “não se deixarem ir abaixo” quando os maus momentos chegarem, até porque “chegaram com certeza” devido à juventude do plantel sportinguista.

“Já o disse e repito: muita atenção a este Sporting. As contratações foram feitas com critério”, assegurou. “Rúben Amorim teve dedo em todas as contratações do Sporting”.

Sobre se os leões têm capacidade de ser campeões da liga portuguesa, Rui Pedro Braz desviou e disse: “Tem mais condições para estar presente na luta pelo título do que nos últimos anos”.

Crise do Dragão analisada à lupa

Em sentido inverso está o FC Porto que está cada vez mais distante do primeiro lugar da liga portuguesa. Os dragões estão a ter um arranque de época atípico, com um registo defensivo muito diferente daquele a que tinham habituados os adeptos do futebol português.

“FC Porto faz lembrar um gigante com pés de barro”, reparou o comentador da TVI. “Fez uma exibição tremenda contra o Olympiakos, mas cai pela defesa. O FC Porto é a quinta pior defesa da liga portuguesa. Pessoas da nossa geração não estão habituadas a ver o FC Porto sofrer tantos golos.”

Rui Pedro Braz deu conta de uma situação de grande instabilidade no plantel dos dragões, com várias lesões e castigos a limitar o potencial da equipa azul e branca. Também a situação contratual de jogadores como Marega ou Sérgio Oliveira, que “se sente no balneário”, podem fazer mossa.

“FC Porto tem de ajudar, porque Sérgio Conceição não pode fazer tudo sozinho”, rematou.