O Benfica joga este domingo em Vila do Conde contra o Rio Ave. Em pleno mês de outubro, as águias ainda “afinam” alguns detalhes e tentam equilibrar o plantel.

Benfica teve necessidade profunda de fazer alterações em função do descalabro desportivo que foi a época passada”, afirmou Rui Pedro Braz. “Quer queiramos quer não, a época passada foi um desastre.”

Para recuperar, o Benfica promoveu profundas alterações no plantel, a começar no treinador e a passar por todas as posições. Algo que, para o comentador, levanta questões sobre algumas das posições do plantel.

Cândido Costa sublinhou a elevada quantidade de jogadores na equipa encarnada como algo a ter em conta pela equipa técnica benfiquista.

É competitividade a mais”, reforçou. “O Benfica tem falta de entrosamento, particularmente no processo defensivo.”

Cristiano Ronaldo já está em Turim

O capitão da seleção portuguesa já viajou para Turim, onde vai passar o período de isolamento profilático junto da família. Partiu num avião ambulância, cumprindo todas as normas impostas pela Direção-Geral de Saúde.

Se tiver um teste negativo, Cristiano Ronaldo pode estar de volta a 21 de outubro”, revelou Rui Pedro Braz. “Significa que falha a deslocação frente ao Crotone, na Serie A, falha a deslocação a Kiev, para a Liga dos Campeões e falha, ao que tudo indica, a receção ao Verona.”

Caso o craque português esteja de volta depois de um período de isolamento de dez dias, o comentador da TVI sublinha que “ainda há esperança” no tão aguardado reencontro entre Lionel Messi e Cristiano Ronaldo.

Sérgio Conceição quer acelerar integração

Sérgio Conceição recebeu, neste defeso dez reforços. Cândido Costa teceu elogios à forma como os dragões se comportaram na última janela de transferências.

FC Porto fez um mercado de transferências bom, assertivo e adaptado à sua realidade”, frisou o comentador. “Grande mérito em ter conseguido manter nove dos onze titulares.”

No entanto, a saída de Alex Telles não passou despercebida.

Perdendo Telles, FC Porto perde uma arma terrível. Quer do ponto de vista posicional, quer das bolas paradas.”, sublinhou.

/ JGR