Apesar de estar perto, o mercado de transferências ainda não está encerrado e são várias as movimentações desta quinta-feira.

O destaque vai para o negócio entre o Benfica e o Tottenham, de José Mourinho, pelo avançado Vinícius, mas também para as negociações entre FC Porto e Grémio pelo passe do extremo Pepê.

Vinícius vai ser emprestado ao Tottenham de José Mourinho a troco de uma taxa de empréstimo de três milhões de euros.

Vinícius vai quase de borla para o Tottenham”, ironiza Rui Pedro Braz.

Rui Pedro Braz diz que o avançado do Benfica vai “quase de borla” para Inglaterra, dado o potencial futebolístico do ponta de lança.

No final da temporada, caso o Tottenham exerça a opção de compra, o negócio poderá ascender aos 45 milhões de euros.

Estamos a falar de um negócio que pode ser apelidado de mau e no limite desastroso”, garante Rui Pedro Braz.

 

Pepê parece estar muito perto de rumar até ao FC Porto.

O Wolverhampton já desistiu do extremo do Grémio, por impossibilidade financeira de competir com a proposta apresentada pelos dragões.

Rui Pedro Braz garante que a vontade do jogador é fazer parte do plantel de Sérgio Conceição.

Pepê quer o FC Porto e o FC Porto quer Pepê”, refere Rui Pedro Braz.

 

Paulinho continua a ser o principal alvo do Sporting para reforçar a frente de ataque.

No entanto, os valores exigidos pelo SC Braga para a aquisição do ponta de lança parecem ser muito elevados para os cofres leoninos.

Ainda assim, Nuno Dias garante que o plantel leonino está a ser construído para que seja necessário um goleador com características semelhantes às de Paulinho.

O Sporting está a construir um plantel que pede um ponta de lança à imagem de Paulinho”, explica Nuno Dias.

 

Rui Pedro Braz garante que o Manchester United não foi além dos dez milhões de euros por Alex Telles.

O comentador da TVI lembra que o jogador está a três meses do fim de contrata, mas seria um “crime lesa-pátria” vender um jogador da qualidade do lateral brasileiro por uma verba tão baixa.

Vender Alex Telles por dez milhões seria um crime lesa-pátria”, reitera Rui Pedro Braz.

 

A sorte ditou que o FC Porto calhasse no grupo de Manchester City, Marselha e Olympiakos.

Nuno Dias considera que o Machester City é o favorito a vencer o grupo, mas lembra que não existem vencedores antecipados.

Não há vencedores antecipados”, lembra Nuno Dias.

 

Nuno Mandeiro