Rui Pedro Braz analisou, no programa mais Bastidores desta terça-feira, o possível onze do Benfica para o jogo frente ao Sporting da Covilhã e afirmou que uma escolha que colocasse na linha da frente Chiquinho e RDT poderá ter um valor inesperado.

"RDT precisa de jogar e ganhar confiança ao marcar golos", disse o comentador, lembrando que o avançado marcou frente ao Vizela e contra o Lyon.

Rui Pedro Braz afirmou que o avançado tem de jogar mais, voltar a somar minutos e marcar mais golos para poder assumir o seu papel como um avançado de grande qualidade.

Rui Pedro Braz analisou a Oferta Pública de Aquisição do Benfica sobre ações que estão espalhadas por investidores e afirmou que não percebia todo o ruído gerado em volta da decisão de Luís Filipe Vieira.

Depois da oferta inicial, o Benfica não pode subir a parada perante uma contra-OPA, portanto eu creio que o Benfica optou por estes cinco euros de oferta por duas razões: o valor da subscrição inicial e tentar proteger-se de uma eventual contra-OPA", referiu o comentador que refletiu sobre a possibilidade de existir, a qualquer momento, uma proposta superior à do clube da Luz.

Sobre a atualidade desportiva do Sporting, Rui Pedro Braz destacou a decisão de José Mourinho de não contar com Bruno Fernandes para os planos do Tottenham.

José Mourinho foi muito claro. Neste momento, Bruno Fernandes está afastado da rota do Tottenham", disse.

O comentador sublinhou que existem outros pretendentes melhor colocados do que os londrinos.

Rui Pedro Braz não deixou de elogiar o golo de Zé Luís no jogo contra o Paços de Ferreira, descrevendo-o como "um golo fantástico", que partiu de um gesto e de uma concentração fundamental.

Zé Luís nunca perde a noção de espaço, de tempo, de onde está a baliza. O jogador finalizou com todo o critério e com toda a qualidade técnica", afirmou, defendendo que o golo é "o maior candidato a golo do ano da liga".

O comentador também analisou o impacto da lesão de Aboubakar e a falta que o jogador vai fazer na equipa portista.

Um dia após a atribuição dos prémios Bola de Ouro 2019, que distinguiu Messi como o melhor jogador do mundo este ano, o futuro de Cristiano Ronaldo também foi ponto de reflexão para Rui Pedro Braz que disse que o craque português é incapaz de baixar os braços.

O melhor de Cristiano Ronaldo ainda está para vir. Messi passa àquela imagem de que não quer saber dos troféus, mas liga e muito", disse, sublinhando que Ronaldo tem capacidades para igualar as seis Bolas de Ouro do argentino, no próximo ano.

/ HCL