O congressista republicano lusodescendente, Devin Nunes, vai deixar as funções no final do mês para chefiar a nova empresa do antigo presidente Donald Trump, a Trump Media & Technology.

Devin Nunes coloca um ponto final numa carreira política que começou em 2002, ano em que foi eleito congressista no estado da Califórnia. O político republicano acabaria por liderar a Comissão dos Serviços de Informação, em 2015.

“Recentemente, eu fui presenteado com uma nova oportunidade para lutar pelos assuntos em que acredito”, disse o lusodescendente através de um email, onde acaba por revelar que aceitou essa oportunidade, admitindo que se vai retirar da Câmara dos Representantes no final de 2021.

Donald Trump já reagiu à notícia através de um comunicado publicado pela sua empresa, sublinhando que Devin “é um lutador e um líder”, que compreende que é preciso “travar os meios de comunicação liberais” e as empresas tecnológicas que querer “destruir as liberdades que fazer a América grande”.

“A América está pronta para Truth Social e para o fim da censura e da discriminação política”, afirmou.

O Trump Media & Technology Group, que pretende abrir uma rede social para competir com os gigantes tecnológicos, já estabeleceu uma parceria de projeto com a Digital World Acquisition, uma empresa de aquisição de propósito específico (Spac), para agilizar a preparação da entrada em bolsa.