TVI24

Plástico: o novo Continente

1

O plástico é das maiores e mais úteis invenções do homem.

Está em todo o lado, facilita-nos a vida e trouxe-nos comodidade.

É fácil de produzir, usar, transportar e é duradouro.

E este é o grande problema do plástico: ele não desaparece e está a poluir tudo à nossa volta porque não é descartado da forma correta. 

Mas mais grave do que poluir, o plástico está a matar animais e está a entrar na nossa alimentação e a afetar a nossa saúde.

Hoje comemos, bebemos plástico e respiramos plástico!

Ao longo de sete reportagens, a jornalista Catarina Canelas e o repórter de imagem João Franco vão explicar-nos os reais impactos do plástico nas nossas vidas e no planeta.

Quatro continentes, sete países...e uma certeza : o plástico é indescartável e a pandemia só agravou comportamentos! 

A edição de imagem deste trabalho é do Nelson Costa e da Teresa Almeida
 

2
Plástico, o Novo Continente: A Morte dos Gigantes dos Mares

Episódio 1: A morte dos gigantes dos mares

A morte de uma baleia na Noruega foi o alerta que o mundo esperava para perceber a real dimensão trágica do plástico nos oceanos.

Esta baleia que foi “pedir ajuda” junto a Bergen,  trazia muito mais do que uma mensagem clara em relação a comportamentos do homem com o ambiente e com os mares. No estômago trazia muitos sacos de plástico!

3
Plástico, o Novo Continente: Porque Comem os Animais Plásticos?

Episódio 2: Porque comem os animais plástico?

Quatro continentes e sete países: foi este o percurso que fizemos para lhe contar como o plástico está a causar problemas graves nas nossa vidas.

Usamos e abusamos do plástico e não sabemos arruma-lo nos locais certos, para que não seja um dos problemas mais graves ambientais do planeta.

4
Plástico, o novo continente: do rio ao mar

Episódio 3: Do rio para o mar

Uma palhinha, uma garrafa, um balão ou uma beata de cigarro fora do recipiente do lixo são a garantia que acabam no mar.

E recentemente vimos isso com as máscaras e luvas anti-covid que estão a poluir os oceanos.

5
Plástico, o novo continente: comemos plástico

Episódio 4: Comemos plástico

Já aqui lhe mostrámos como o plástico afeta e mata os animais marinhos a uma escala assustadora.

Já vimos que uma garrafa, um copo de plástico ou uma beata demoram décadas ou séculos a serem absorvidos pelo ambiente.

Já percebemos que o nosso lixo plástico é global e viaja com as correntes marítimas.

Mas o mau uso que estamos a dar ao plástico tem consequências mais graves.

6
Plástico, o novo continente: O nosso lixo plástico é global

Episódio 5: O nosso lixo plástico é global

Desta vez, na série de reportagens sobre o impacto do plástico no ambiente e nas nossas vidas mostramos-lhe como um pequeno gesto aqui, em África ou na na Ásia, pode ter consequências em termos globais.

Nas praias portuguesas dá à costa lixo plástico de todos os continentes, trazido pelas  correntes marítimas que fazem dos oceanos um único mar.

O planeta parece grande mas é pequeno.

Veja agora como o plástico viaja pelos mares e como se transforma em ilhas flutuantes nos oceanos.

7
Plástico, o novo continente: A ilha deserta das tartarugas

Episódio 6: A ilha deserta das tartarugas

As tartarugas são uma das espécies animal mais ameaçadas pelo plástico
nos oceanos.

Elas comem plástico e ficam presas na redes de pesca.

O futuro das tartarugas está hoje mais em risco do que nunca, deste que é um dos animais mais ancestrais do planeta.

Em Cabo Verde, numa ilha deserta, está um dos maiores santuários de preservação da tartaruga cabeçuda e um dos projetos que tenta travar a sua extinção.

A jornalista Catarina Canelas e o repórter de imagem João Franco foram até Santa Luzia, onde um país pobre mas que ajuda a tratar da conservação do planeta e das espécies.

8
Episódio 7: Noruega, Líder na Reciclagem

Episódio 7: Noruega, líder na reciclagem

Ao longo de sete reportagens, sete países e quatro continentes ,o conjunto de reportagens "Plástcio, o novo continente" mostrou-lhe as consequências do mau uso do plástico para o planeta, para os animais e para a nossa saúde. 

Sabemos que esta é uma situação grave, que mais dia menos dia, vai ser declarada pela organização mundial de saúde, um problema de saúde pública. 

Mas com os conhecimentos que temos hoje também sabemos que podemos minimizar muito deste problema que vai hipotecar as futuras gerações.

Nesta última reportagem, a jornalista Catarina Canelas e o repórter de imagem João Franco levam-nos até à Noruega, um país onde se tenta que o plástico tenha um dano mínimo para o ambiente e para as nossas vidas.

9
13 FOTOS

"Plástico, um novo continente: as imagens da reportagem

Catarina Canelas