«É-me difícil [comentar a situação que viveu a PT nos últimos meses]. A evolução é absolutamente extraordinária. Acho que deveria ser alvo de uma análise muito profunda por parte de muita gente, e vai ter que ser, imagino», afirmou o banqueiro.




«Se me perguntar qual é o objetivo enquanto presidente da comissão executiva do Millennium BCP, é que a ação da PT, que replica a ação da Oi, se valorize o mais possível e, portanto, que a Oi consiga prosseguir o seu caminho da melhor maneira possível no mercado brasileiro», realçou.










«A informação que nós pedimos e tínhamo-la, era de que, a partir de um determinado momento, o processo seria, provavelmente, ótimo para os advogados terem durante anos e anos, um processo jurídico de debate de um tema», revelou.