Os deputados da comissão de Economia decidiram chamar ao parlamento o presidente do Conselho de Administração da TAP, Miguel Frasquilho, e o presidente da Comissão Executiva, Antonoaldo Neves, para uma audição em data a agendar.

Em causa está um requerimento do PS para audição do presidente do Conselho de Administração da TAP e do presidente da Comissão Executiva e um requerimento do PSD para audição da Comissão Executiva.

Em declarações à Lusa, o vice-presidente da comissão parlamentar de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação, Pedro Coimbra, indicou que os dois requerimentos foram aprovados, na reunião de terça-feira, “por unanimidade”.

No entanto, ainda não ficou agendada uma data para as duas audições.

Em 22 de maio, o Conselho de Administração da TAP decidiu voltar a prolongar o período de ‘lay-off’ dos trabalhadores até final de junho, justificando com as restrições à mobilidade e a operação reduzida prevista para junho.

A TAP recorreu, em 2 de abril, ao programa de lay-off simplificado, disponibilizado pelo Governo como uma das medidas de apoio às empresas que sofrem os efeitos da pandemia de Covid-19, tendo-o posteriormente prolongado até 31 de maio.

A companhia está numa situação financeira agravada desde o início da crise provocada pela pandemia de Covid-19, com a operação paralisada quase na totalidade, sendo debatida uma intervenção do Estado na empresa.

/ AG