O prazo para propostas ao concurso público de inspeção de pontes, viadutos, túneis ou passagens hidráulicas, lançado em janeiro, foi hoje prolongado até meados deste mês, segundo um aviso hoje publicado.

O aviso da Infraestruturas de Portugal (IP), publicado hoje em Diário da República, estende o prazo de apresentação das propostas do concurso que tinha sido publicado em 10 de janeiro, no valor de 450 mil euros.

O prazo para apresentação de propostas terminava no final desta semana, sendo agora prolongado para até meados deste mês, ou o 11. º dia a contar da data de envio do anúncio, que foi 05 de fevereiro.

O objeto do contrato é a “inspeção e diagnóstico das obras de arte, como suporte fundamental para uma resposta eficiente no que diz respeito à exploração, segurança estrutural, manutenção, reparação, reabilitação, reforço ou substituição deste tipo de estruturas ao longo do seu ciclo de vida”, segundo o aviso de 10 de janeiro.

Em dezembro passado, durante a cerimónia de consignação das obras de conservação da Ponte 25 de Abril, o ministro do Planeamento e das Infraestruturas anunciou terem sido aplicados naquele ano mais de 100 milhões de euros em obras de conservação na rodovia.

Portugal dispõe de um sistema de gestão de obras de arte, criado há mais de dez anos, através do qual são monitorizadas “mais de 7.200 infraestruturas integradas na rede ferroviária e na rede rodoviária nacional”, adiantou o governante, na altura, sublinhando que anualmente são realizadas cerca de 1500 inspeções.

Todas as intervenções que são necessárias são programadas antecipadamente para manter as condições de exploração em segurança”, disse na altura.