O primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, manifestou-se esta sexta-feira «um pouco ansioso» em relação aos elevados fundos da China nos Estados Unidos e exortou a administração norte-americana a garantir a sua segurança.

«Emprestámos um grande quantidade de fundos aos Estados Unidos e com certeza que estamos preocupados com a segurança dos nossos bens. Para falar francamente estou um pouco ansioso», disse Wen Jiabao numa conferência de imprensa transmitida em directo pela rádio e televisão, cita a Lusa.

A China é o maior credor dos Estados Unidos, estimando-se em quase 700 mil milhões de dólares o valor da sua carteira em títulos do tesouro norte-americano.

«A China é, de facto, o maior credor dos Estados Unidos, que é a maior economia do mundo. Estamos extremamente interessados no desenvolvimento da economia dos Estados Unidos», disse o primeiro-ministro chinês.

A maioria das reservas externas da China, que no final atingiram os 1,95 mil milhões de dólares, assenta na moeda norte-americana.

«Sobre a questão das reservas externas, a primeira consideração é o nosso interesse nacional. Mas também temos em conta todo o sistema financeiro internacional. Os dois factores estão interligados», comentou Wen Jiabao.

A conferência de imprensa do primeiro-ministro chinês decorreu no Grande Palácio do Povo, em Pequim, após o encerramento da sessão anual da Assembleia Nacional Popular.
Redação / CPS