O presidente do Eurogrupo e primeiro-ministro do Luxemburgo, Jean-Claude Juncker, elogiou esta terça-feira o primeiro-ministro italiano e declarou o seu apoio caso Mario Monti queira presidir ao grupo dos países da moeda única.

«É uma das figuras de proa da Europa, é um bom amigo meu, e eu admiro tudo o que tem feito pelo seu país e tudo o que tem feito a nível europeu», disse Juncker, citado pela agência noticiosa italiana Ansa.

«Cabe a Monti decidir [se quer a posição], mas se decidir fazê-lo, tem naturalmente todo o meu apoio», acrescentou Juncker.

O jornal francês «Le Monde» noticiou que o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, sugeriu o nome de Monti para a liderança do Eurogrupo, que reúne os ministros das Finanças dos 17 países da Zona Euro.

«Vamos ver o que acontece nos próximos dias», disse Juncker, que já anunciou que não se quer manter no posto para além de junho.

Mario Monti, professor de Economia e antigo Comissário Europeu, substituiu Silvio Berlusconi à frente do governo italiano, depois da queda do executivo, em novembro passado.
Redação