O Estado poupou cerca de 30 milhões de euros entre 2013 e 2017 com a gestão privada do hospital de Vila Franca de Xira. A conclusão parte de uma auditoria do Tribunal de Contas (TdC).

No entanto, a lista e o tempo de espera para consultas de especialidade e cirurgias aumentaram. Ainda assim, e segundo o Tribunal de Contas, não é claro para o TdC que a satisfação dos utentes seja maior com uma gestão pública. Uma das críticas da entidade ao Ministério da Saúde refere-se à falta de dados que possibilitassem uma comparação entre os serviços.

O hospital registou um crescimento da atividade e da produção efetiva, mas o tempo de espera para consultas mais do que triplicou.

Segundo recomendações do TdC, os hospitais públicos deveriam instituir um mecanismo de controlo de qualidade, já existente nos regimes de parceria público-privada.

O contrato de gestão do hospital de Vila Franca de Xira termina a 31 de maio de 2021.

 
Alda Martins