«Reunimo-nos com a administração da empresa e foi apresentada então uma nova escala para os auxiliares de terra. No plenário de hoje os trabalhadores concluíram que esta nova escala estava dentro da normalidade e deverá ser aceite», disse à Lusa Carlos Costa, do Sindicato dos Fluviais.


«Algumas carreiras foram efetuadas durante o tempo que decorreu o plenário. Houve trabalhadores impedidos de estar presentes no plenário sob a ameaça de processo disciplinar», explicou o sindicalista.