Os trabalhadores das empresas de distribuição filiados no Sindicato dos Trabalhadores e Técnicos de Serviços, Comércio, Restauração e Turismo (SITESE) vão fazer greve no 1.º de Maio, pelo direito ao feriado no Dia do Trabalhador.

De acordo com um comunicado do SITESE (filiado na UGT), a paralisação é também contra a precariedade existente no setor e em defesa de aumentos salariais e dos direitos dos trabalhadores.

O Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal (CESP) já tinha, igualmente, emitido um pré-aviso de greve para este setor, que abrange os trabalhadores do Pingo Doce, Continente, Jumbo e Minipreço.

Segundo um comunicado do CESP (filiado na CGTP), os trabalhadores do setor reivindicam às empresas e à Associação Portuguesa das Empresas de Distribuição a revisão do contrato coletivo de trabalho, cuja negociação se prolonga há 31 meses.

Nos últimos anos, os trabalhadores do setor da distribuição têm feito greve no dia 1.º de Maio para tentar que as respetivas empresas encerrem no Dia do Trabalhador.