A Pluris Investments, de Mário Ferreira, lançou uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre quase 70% da Media Capital, conforme deliberação da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários. 

Quanto ao preço das ações, a Pluris Investements pede que seja nomeado um auditor independente para estabelecer o preço adequado, acrescido de 2% e desde que não seja inferior a 0,67 cêntimos por ação.

A 12 de agosto, a Cofina lançou uma OPA sobre 100% do capital da dona da TVI, alterando a oferta de 21 de setembro, sendo o valor de referência proposto de 0,415 euros por ação, a que corresponde um montante total de 35 milhões de euros e considera um 'entreprise value' de cerca de 130 milhões de euros.

Entretanto, a CMVM considerou que houve exercício de concertação entre a Pluris Investments e a Prisa (Vertix) na Media Capital, determinando que o empresário Mário Ferreira lançasse no prazo máximo de cinco dias, que terminava esta quarta-feira, uma OPA obrigatória sobre 69,78% do capital da dona da TVI.

Em comunicado, a Pluris Investments refere que deu cumprimento à determinação da CMVM para "agir contra a incerteza e a instabilidade que têm revestido o processo de recuperação da Media Capital, que ontem conheceu um importante marco. Com esta operação, transparente e aberta ao mercado, defendemos e protegemos da incerteza milhares de postos de trabalho e um projeto comunicacional da maior relevância para a sociedade portuguesa".

A mesma nota refere ainda que a oferta "irá permitir que outros acionistas minoritários da Media Capital possam por sua livre vontade optar permanecer ou alienar as suas participações, não se vendo forçados a acompanhar a Pluris neste caminho. Só assim será possível evitar-se mais especulação sobre um projeto que requer de forma urgente a reposição da normalidade para permitir novas perspetivas de futuro para a Média Capital". 

O comunicado conclui: "Com fidelidade aos princípios e valores do pluralismo, liberdade e qualidade de imprensa, que se encontram desde o seu nascimento na base deste projeto, procuramos, desta forma, contribuir para reforçar a posição deste grupo no audiovisual nacional, na produção de conteúdos em língua portuguesa e na valorização do talento e profissionalismo de todos aqueles que diariamente fazem crescer este projeto".

Redação