As despesas de turistas estrangeiros em Portugal e de turistas portugueses em outros países aumentaram 48% e 47%, respetivamente, em agosto, em termos homólogos, mas correspondem ainda a 67% e 83% dos valores de agosto de 2019, segundo o BdP.

De acordo com os dados divulgados pelo Banco de Portugal (BdP), “em agosto de 2021 o indicador preliminar das viagens e turismo aponta para um aumento de 48% nas exportações e de 47% nas importações, por comparação a agosto de 2020”.

Segundo refere, “observou-se um aumento face ao ano anterior, tal como em julho de 2021, em que se verificaram aumentos de 46% nas exportações e de 33% nas importações”.

O banco central nota, contudo, que “as variações homólogas de agosto de 2021 são apuradas em relação a agosto de 2020, num contexto em que existem restrições à movimentação de pessoas, devido à pandemia, continuando os valores a situar-se abaixo dos da pré-pandemia”.

Assim, as exportações e as importações de serviços de turismo em agosto de 2021 devem corresponder a cerca de 67% e a 83% dos respetivos valores observados em agosto de 2019.

As séries apresentadas são valores preliminares para a taxa de variação homóloga, tanto para as despesas de turistas estrangeiros em Portugal (também designadas por exportações ou créditos) como para as despesas de residentes em Portugal quando se deslocam a outros países (também designadas por importações ou débitos).

Esta informação baseia-se num conjunto mais restrito de informação, predominantemente de cartões bancários, e não substitui as séries históricas de exportações e importações de viagens e turismo publicadas no BPstat”, ressalva o BdP.

O BdP atualiza o indicador preliminar das viagens e turismo da balança de pagamentos em 29 de outubro.

Agência Lusa / AG