O financiamento das administrações públicas recuou para 1,5 mil milhões de euros nos primeiros cinco meses deste ano, abaixo dos 3,2 mil milhões de euros registados em igual período de 2018, divulgou hoje o Banco de Portugal.

Desde o início deste ano, as administrações públicas financiaram-se no exterior e junto de residentes (exceto bancos) em 4,1 mil milhões de euros e 0,5 mil milhões de euros, respetivamente.

Em contrapartida, o financiamento das administrações públicas junto de bancos residentes foi negativo em 3,1 mil milhões de euros, refere o Banco de Portugal.

O financiamento através de títulos foi de 7,7 mil milhões, “valor que mais do que compensou o financiamento através de empréstimos líquidos de depósitos (-6,3 mil milhões)”, segundo a mesma fonte.

/ JFP