As entidades do setor da pesca e da aquicultura podem recorrer, a partir desta sexta-feira, a uma linha de crédito de 20 milhões de euros, aprovada pelo Governo para fazer face às necessidades de fundo de maneio e tesouraria.

Está disponível a partir de hoje a linha de crédito, com juros bonificados, aprovada pelo Governo e dirigida às entidades do setor da pesca e da aquicultura”, indicou, em comunicado, o Ministério do Mar.

Esta linha, com um valor global de 20 milhões de euros, tem em vista disponibilizar meios para fazer face às necessidades de fundo de maneio e de tesouraria, por exemplo, para a liquidação de salários, impostos ou pagamento de dívidas.

As operações de crédito terão um prazo máximo de seis anos e a taxa de juro fixada é equivalente à Euribor a 12 meses, em 1 de janeiro de 2020 (-0,248), acrescida de um ‘spread’ máximo de 4,5%.

O montante é concedido pelas entidades bancárias que celebrem um protocolo com o Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas (IFAP), sendo que as operações devem ser contratadas até ao final de 2020.

Conforme avançou o ministério liderado por Ricardo Serrão Santos, até agora, aderiram a este protocolo a Caixa Económica Montepio Geral, a Caixa Económica da Misericórdia de Angra do Heroísmo, a Caixa Central de Crédito Agrícola Mútua, a Caixa Geral de Depósitos, o BCP, o EuroBIC e o Santander Totta.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de Covid-19 já provocou mais de 302 mil mortos e infetou mais de 4,4 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,5 milhões de doentes foram considerados curados.

Portugal contabiliza 1.190 mortos associados à Covid-19 em 28.583 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.

Relativamente ao dia anterior, há mais seis mortos (+0,5%) e mais 264 casos de infeção (+0,9%).

/ SS