O grupo Saur concluiu a compra da Aquapor, gestora de concessões de água, por um valor não revelado, e vai receber 1.300 trabalhadores e adicionar uma receita de 120 milhões de euros, foi hoje anunciado.

O grupo Saur anuncia a conclusão da aquisição da Aquapor, empresa líder na gestão de concessões municipais de água em Portugal. Como parte da sua estratégia de internacionalização, a Saur vai acolher 1.300 profissionais do setor e adicionar uma receita de 120 milhões de euros, alcançando desta maneira um marco importante no objetivo de se tornar um ‘player’ líder no setor da água, comprometido com a sustentabilidade e dedicado à transição ecológica”, indicou, em comunicado, o grupo que presta serviços hídricos.

Com a conclusão do negócio, a Saur aumenta a participação da sua área internacional para 30% do EBITDA (resultados antes de juros, amortizações e depreciações).

O grupo prevê que a área internacional vá contribuir com 40% do EBITDA na divisão industrial ainda no ano corrente.

Esta nova etapa é fundamental para o desempenho e desenvolvimento da Aquapor em Portugal. Com o anúncio da aquisição da empresa pela Saur, está garantida a estabilidade acionista e reunidas as condições para que a Aquapor continue a crescer, reforçando também a oferta de serviços de confiança e qualidade aos consumidores”, afirmou, citado em comunicado, o presidente executivo da Aquapor, António Pereira da Cunha.

Por sua vez, o ‘executive chairman’ da Saur, Patrick Blethon, sublinhou que esta aquisição reforça a estratégia de internacionalização do grupo “para atingir vendas de 1,8 mil milhões de euros em 2021”.

Já o ‘senior executive vice president’ da Saur, Emmanuel Vivant, referiu que a compra da Aquapor está “em linha” com a estratégia de desenvolvimento na Península Ibérica “e demonstra um forte empenho em contribuir para os desafios da gestão de água em Portugal”.

Em 11 de janeiro, a Saur anunciou que tinha chegado a acordo para a aquisição da Criar Vantagens, detentora da totalidade da Aquapor.

Além da Aquapor, a Saur integra a Gestagua e a Emalsa, em Espanha, passando a deter 250 milhões de euros de receitas na Península Ibérica.

Em Portugal, a Aquapor serve 26 municípios e mais de 1.300 milhões de pessoas.

/ MJC