A Islândia reembolsou antecipadamente uma parte das quantias que recebeu do Fundo Monetário Internacional entre 2008 e 2011.

Um pagamento de cerca de 338,7 milhões de euros «foi realizado a 12 de março», apesar de este montante dever ser apenas pago em 2013, segundo o calendário acordado entre as duas partes, refere o FMI, num comunicado citado pela Lusa.

O reembolso antecipado representa cerca de um quinto dos 1.640 milhões de dólares (1.254 milhões de euros à taxa de câmbio atual) que o FMI emprestou à Islândia, numa linha de crédito a três anos acordada com Reiquejavique, em novembro de 2008.

A Islândia deve ainda 1.220 milhões de euros, os quais deverão ser pagos até ao final de 2016, esclarece o Fundo.

Aprovada com caráter de urgência no pico da crise financeira mundial, a ajuda do FMI, associada à de outros países europeus, permitiu à Islândia evitar a queda do país, depois do desastre do setor bancário.

Como contrapartida pela ajuda financeira do FMI, as autoridades islandesas tiveram de adotar um programa de reformas para sanear as finanças públicas do país, sob um controlo estreito do Fundo, que terminou a 31 de agosto do ano passado.
Redação