O Governo vai reforçar com 62 milhões de euros a linha de financiamento criada para o setor social e manter a testagem nos lares até junho, anunciou esta sexta-feira a ministra da Solidariedade.

Reforçámos a linha de financiamento para o setor social que passou para 227 milhões de euros", afirmou a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, durante a conferência de imprensa de apresentação de novas medidas de apoio aos setores da Economia, Trabalho, Cultura e Educação.

Segundo Ana Mendes Godinho, este reforço representa um aumento de mais 62 milhões de euros da linha, que é prorrogada “até ao final de 2021, para fazer face ao momento” que o país atravessa.

Entre as medidas do seu ministério, anunciou ainda a manutenção do programa de testagem preventiva aos trabalhadores dos lares até ao final de junho.

Independentemente de [os funcionários] já terem sido vacinados”, Ana Mendes Godinho acredita que a medida é importante para “garantir os elevados meios de controlo e monitorização da situação nos lares".

A ministra anunciou ainda a prorrogação até 30 de dezembro deste ano do apoio de reforço à contratação de recursos humanos no setor social .

Segundo a governante, o programa tem tido “uma fortíssima adesão”, havendo “mais de 17 mil e quinhentos trabalhadores abrangidos” por este programa.

VEJA TAMBÉM:

/ CE