«Com a tranquilidade que temos tido deveremos aguardar. Na semana passada verificámos a inversão na tendência do preço. Esperemos que essa inversão continue e que atinja o mínimo de preço que possa satisfazer os programas de desenvolvimento que o país tem», disse José Maria Botelho de Vasconcelos.


«À volta de 65, 70 dólares, o barril, já não é muito mau. Embora para nós seria ótimo que o preço atingisse o dos quatro últimos anos, que foi acima dos 100 dólares», apontou o governante, citado hoje pela rádio pública angolana.




«Eventualmente, projetos longos poderão aguardar por melhor oportunidade», admitiu.