O primeiro-ministro disse hoje que a diretora-geral do Fundo Monetário Internacional o congratulou pelo trabalho e resultados obtidos pelo Governo português, destacando que o tom da instituição é agora “muito diferente” do passado e um "sinal de confiança relativamente ao futuro".

Em entrevista à agência Lusa, durante a participação no Fórum Económico Mundial, em Davos, na Suíça, António Costa falou da reunião bilateral que manteve com a diretora-geral do FMI, Christine Lagarde.

António Costa está em Davos, na Suíça, para mais um World Economic Forum. Uma reunião anual que reúne líderes políticos, empresariais e intelectuais de todo o mundo.

Esta semana, durante o debate quinzenal, o chefe do Governo fez questão de anunciar que o défice de 2016 vai ficar nos 2,3%, abaixo das estimativas europeias e do próprio Governo.