demissão

«Tenho consciência de que, ao não ter informado a tutela destes procedimentos e estudos internos, possa ter involuntariamente contribuído para criar uma perceção errada sobre a existência de uma alegada lista de determinados contribuintes, razão pela qual coloco o lugar à disposição», lê-se na carta de demissão, a que a Lusa teve acesso, escrita hoje por Brigas Afonso e enviada à ministra das Finanças, Marias Luís Albuquerque.




Leia aqui também a notícia sobre a demissão de Brigas Afonso, as declarações do secretário de Estado, Paulo Núncio e o reconhecimento da 'lista VIP, por parte do chefe de auditoria do Fisco.