Lisboa e Gaia são os municípios mais endividados enquanto Porto e Vila Franca de Xira são os que apresentam maior eficiência financeira, de acordo com os resultados do Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses de 2009, citado pela Lusa.

Os dados hoje revelados numa conferência sobre Reorganização Administrativa do país, a decorrer ainda no Seminário de Vilar, Porto, indicam que Lisboa apresentava em 2009 um passivo exigível superior a 1,1 mil milhões de euros.

Em segundo lugar no ranking está Vila Nova de Gaia, com um passivo exigível de quase 286 milhões de euros.

Os 50 municípios (21 de grande dimensão, 28 de média e um de pequena dimensão) com maior passivo exigível em 2009 totalizam uma dívida de 4.719,5 milhões de euros, que representam 58,8% do total da dívida dos 308 municípios.

Em terceiro lugar está Aveiro (154,7 milhões de euros), em quarto Porto (132,9 milhões de euros), em quinto Gondomar (127,6 milhões de euros), em sexto Funchal (106,2 milhões de euros), em sétimo Sintra (96,5 milhões de euros), em oitavo Braga (95,9 milhões de euros), em nono Covilhã (95,1 milhões de euros) e em décimo Portimão (92,2 milhões de euros).

Do lado da eficiência financeira, o município do Porto encabeça o ranking (depois de em 2008 ter ocupado a sexta posição), seguido de Vila Franca de Xira, Almada, Oeiras, Amadora, Braga, Matosinhos, Sintra, Vila Nova de Famalicão e Setúbal.

Esta é a sétima edição do Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses.