Há 18 meses consecutivos que o preço do metro quadrado tem vindo a subir e com isto, em setembro, o valor das casas bateu um novo máximo.

Em média, segundo os dados atualizados do Instituto Nacional de Estatística, o valor médio de cada metro quadrado já é de 1.205 euros.

Trata-se de um aumento de 9 euros face a agosto (em relação às moradias) e de 70 euros em relação a setembro do ano passado. 

Quando comparado com o mês anterior, o valor médio de avaliação dos apartamentos aumentou 12 euros em setembro, para 1 264 euros/m2 . Nas moradias, o valor médio de avaliação subiu 9 euros para 1 111 euros/m2" , revela o inquérito à avaliação bancária da habitação feito pelo INE.

Tomando como exemplo um imóvel de 100 metros quadrados avaliado há um ano por 113 mil euros, hoje vale mais cerca de sete mil euros, segundo as contas do Eco. Ou seja, uma atualização para cima dos 120.000 euros.

Análise por regiões

O aumento é, então, mais expressivo nos apartamentos do que nas moradias. O Algarve é a região onde o preço é mais alto do país onde o preço do metro quadrado dos apartamentos é mais caro - 1.584 euros - , acima até da Área Metropolitana de Lisboa. O mais baixo é no Alentejo (1 029 euros/m2 ), mas foi nesta região que, em setembro, se verificou a maior subida em percentagem (+1,5%).

Nas moradias, a média nacionais da avaliação bancária foi 1 111 euros/m2. Aqui é Lisboa que apresenta o valor mais alto (1 532 euros/m2). O Algarve vem em segundo (1 512 euros/m2).O valor mais baixo, atualmente, verifica-se no Centro do país (966 euros/m2).

A única desvalorização do metro quadrado ocorreu na Madeira, com um recuo ligeiro de 0,4%.