O Banco Central Europeu (BCE) aumentou na semana passada o ritmo de compra de dívida de emergência devido à pandemia para 16.430 milhões de euros, mais 54% do que na semana anterior (10.671 milhões de euros).

O BCE informou que comprou até agora dívida no valor de 1,279 biliões de euros com o programa de emergência lançado em março de 2020 para enfrentar a crise causada pela pandemia de covid-19.

Na reunião de política monetária que teve lugar no passado dia 22 de julho, o BCE confirmou que espera que as compras de dívida no âmbito programa PEPP (Pandemic Emergency Purchase Programme) continuem no terceiro trimestre a um ritmo significativamente mais elevado do que nos primeiros meses deste ano.

A instituição reiterou que vai continuar as aquisições de emergência até ao valor total de 1,85 biliões de euros "pelo menos até ao final de março de 2022".

O BCE indicou, na mesma ocasião, que mantém o compromisso de comprar os títulos de forma flexível para evitar que disparem as taxas de juro da dívida soberana de alguns países.

Agência Lusa / JGR