A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, considerou esta quarta-feira, na sessão solene do 175.º aniversário do Banco de Portugal, em Lisboa, "muito improvável" que estejam reunidas as condições para subir as taxas de juro em 2022.

Falando acerca das três condições que "precisam de ser satisfeitas antes de as taxas começarem a subir", Christine Lagarde considerou que no próximo ano ainda não estarão reunidas as condições para essa subida.

Apesar da atual subida da inflação, as perspetivas para a inflação no médio prazo permanecem moderadas, e portanto é muito improvável que essas três condições sejam satisfeitas no próximo ano", disse esta quarta-feira na sessão que decorreu no Museu do Dinheiro, em Lisboa.

/ JGR