A dívida pública estava, em fevereiro, no valor mais alto em cinco meses. É preciso recuar a setembro de 2016 para encontrar um valor superior.  

Segundo a nota de informação estatística do Banco de Portugal, a dívida aumentou para 243.490 milhões de euros, mais 643 milhões de euros face a janeiro e mais 11.956 milhões face ao mesmo mês do ano passado.

Estes dados estão na ótica de Maastricht, a que conta para Bruxelas. O aumento em relação ao mesmo mês do ano passado é de 11.956 milhões de euros.

"Esta variação reflete emissões líquidas de títulos de 2.100 milhões de euros e uma diminuição dos empréstimos de 1.500 milhões de euros, essencialmente por via do reembolso de empréstimos do Fundo Monetário Internacional, de 1.700 milhões de euros", explica o banco central.

Ao mesmo tempo, "o crescimento da dívida pública foi acompanhado por um aumento mais acentuado dos ativos em depósitos (1.300 milhões de euros)".

Já a dívida pública líquida de depósitos da administração central registou em fevereiro um aumento de 635 milhões de euros em relação ao mês anterior, totalizando 223.404 milhões de euros.

Excluindo os depósitos, e comparando com o mesmo mês de 2016, houve um aumento de 5.179 milhões de euros em fevereiro deste ano face ao ano passado, quando a dívida pública líquida de depósitos da administração central se fixou nos 218.225 milhões de euros.

Veja também: