O BCP concluiu a venda do Banque Privée ao Union Bancaire Privée, após ‘luz verde’ das instâncias de supervisão locais, gerando 113 milhões de francos suíços (cerca de 107 milhões de euros), foi comunicado ao mercado.

“Na sequência das comunicações de 29 de junho e de 29 de julho, o Banco Comercial Português, informa que, obtida a não oposição das instâncias de supervisão locais competentes e verificadas as demais condições estabelecidas, foi nesta data concretizada a alienação da totalidade do capital social do Banque Privée BCP (Suisse) ao Union Bancaire Privée, UBP”, lê-se no comunicado remetido à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A venda do Banque Privée representou 113.210.965 francos suíços, valor que reflete a distribuição de dividendos e a redução do capital.

Perante este montante, a operação tem um impacto nos resultados do exercício em curso de aproximadamente 46 milhões de euros.

“O preço final está ainda sujeito a ajustamentos decorrentes da evolução dos ativos sob gestão e da atividade do Banque Privée BCP”, ressalvou.

A instituição financeira disse ainda que a concretização da venda permite ao BCP prosseguir a “estratégia de enfoque da alocação de recursos e da gestão nas geografias ‘core’”.

Na sessão desta terça-feira da bolsa, as ações do BCP recuaram 2,06% para 0,16 euros.

/ BCE