O presidente da Caixa Geral de Depósitos vai mesmo entregar declaração de rendimentos ao Tribunal Constitucional.

Segundo avança a TSF, a decisão de António Domingues já foi comunicada ao governo.

Primeiro, Domingues vai ainda entregar um parecer jurídico segundo o qual não tem de fornecer dados de património e rendimentos. Mas se for recusado, irá fornecer aos juízes do Palácio Ratton os dados em falta.

O presidente da Caixa vai também pedir ao tribunal que a declaração não seja tornada pública, não sendo ainda certo o que fará se os juízes recusarem esse pedido.

Também não é ainda clara a posição dos restantes membros da administração da Caixa, em relação à permanência ou saída do banco público.

Uma notícia que surge depois deste domingo, o presidente do PS ter afirmado que a administração da Caixa Geral de Depósitos tem de sair caso não cumpra o prazo para a entrega das declarações de património e de rendimentos no Tribunal Constitucional.