A Câmara Municipal de Lisboa já apoiou a aquisição de 2.709 bicicletas, no valor de cerca de 512 mil euros, e recebeu um total de 3.643 candidaturas, algumas das quais ainda estão em análise, anunciou esta segunda-feira a autarquia.

Em comunicado, o município avança também que os apoios serão prolongados até 31 de dezembro de 2020, de modo a permitir "manter o incentivo às famílias que pretenderem adquirir bicicletas e às lojas de Lisboa, no período de Natal".

Entre 3 de agosto e 2 de dezembro foram submetidas 3.643 candidaturas, das quais resultaram 2.709 bicicletas já apoiadas, no valor de 511.705,00€. Estão ainda em análise pelos serviços várias candidaturas que deverão ser concluídas até final do ano", dá conta a Câmara de Lisboa na mesma nota.

Segundo a autarquia, a plataforma para submissão de candidaturas de pedido de apoio para compras realizadas até 31 de dezembro de 2020 "voltará a estar disponível no início de 2021, em data a anunciar em breve pelo município".

As candidaturas ao programa, que tem uma dotação total de cerca de três milhões de euros, deverão ser submetidas através do ‘site’ www.pedala.lisboa.pt e os requerentes que cumpram todos os requisitos recebem uma quantia, variável em função do tipo e do valor da bicicleta, pela sua aquisição numa das lojas aderentes.

No caso das bicicletas convencionais, a Câmara de Lisboa irá apoiar a compra de bicicletas através de um reembolso de 50% do valor da bicicleta, até ao máximo de 100 euros, podendo beneficiar do apoio os residentes no concelho de Lisboa, estudantes (do 1.º ciclo ao ensino superior), bem como "os trabalhadores com local de trabalho habitual no concelho de Lisboa". 

Já o apoio à aquisição de bicicletas adaptadas convencionais "traduz-se na atribuição de comparticipação financeira de 75% do valor da respetiva aquisição, até ao máximo de 200 euros".

Relativamente às bicicletas elétricas, a Câmara de Lisboa atribui uma compensação financeira de 50% do valor da bicicleta até ao valor máximo de 350 euros, enquanto o reembolso no caso das bicicletas elétricas adaptadas sobe para 75%, até ao máximo de 500 euros.

Quanto às bicicletas de carga, o município reembolsa os compradores com 50% do valor do equipamento, até ao máximo de 500 euros.

Inicialmente, as candidaturas terminavam em 30 de novembro.

/ HCL