A Associação Nacional das Transportadoras Portuguesas (ANTP) entregou ao Governo um caderno reivindicativo do sector a exigir descontos nas antigas auto-estradas sem custos para o utilizador e a criação do gasóleo profissional.

No final de um encontro de aproximadamente duas horas com o chefe de gabinete do ministro da tutela, António Mendonça, o presidente da ANTP, Artur Mota, disse à Lusa que a reunião serviu para «apresentar o caderno, ponto por ponto».

Sem destacar, no entanto, qualquer uma das reivindicações que constam do documento, o responsável lembrou, citado pela Lusa, que «estas já não são novas, são as mesmas de sempre e que afectam os transportadores».

Questionado sobre a realização de uma paralisação nacional no próximo dia 28, Artur Mota não quis comentar, remetendo essa decisão para os «associados» da ANTP, que se reunirão na próxima semana.

No arranque desta semana, o ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações avisou que o Governo recusa os

«ultimatos»
das transportadoras, mas sublinhou o clima de «diálogo» existente.
Redação / VC