A fábrica da Autoeuropa, em Palmela, retoma esta segunda-feira a produção de automóveis, que tinha sido interrompida no passado dia 22 de março, devido à falta de semicondutores, confirmou à agência Lusa fonte da empresa.

De acordo com os números divulgados pela fábrica do grupo Volkswagen em Palmela, a suspensão temporária da produção, durante uma semana, terá provocado uma “perda de 5.700 automóveis”.

A Volkswagen Autoeuropa cancelou todos os turnos de produção entre os dias 22 e 28 de março devido à falta de semicondutores no mercado, um problema que já se faz sentir há algum tempo no setor automóvel, mas que, até agora, ainda não tinha obrigado a nenhuma suspensão de produção na fábrica de Palmela, no distrito de Setúbal.

No último trimestre de 2020, o Grupo Volkswagen tinha já criado uma `task force´ com o objetivo de minimizar o impacto da escassez global de semicondutores nas suas fábricas.

A Volkswagen Autoeuropa iniciou este ano de 2021 a operar na sua máxima capacidade, tendo apenas ajustado os turnos de produção durante duas semanas, em função do encerramento dos estabelecimentos de ensino, a que se seguiu agora esta paragem devido à falta de matéria-prima.

A fábrica da Autoeuropa, com 5.282 colaboradores, dos quais 98% com vínculo permanente, produziu 192.000 automóveis e 20 milhões de peças para outras fábricas do grupo alemão em 2020, que representam 1,4% do Produto Interno Bruto (PIB) e 4,7% das exportações portuguesas.

/ JGR