O ministro das Finanças, Mário Centeno, disse hoje que o Governo estima processar 156 mil novas pensões este ano, mais 50% do que em 2014.

Os dados foram avançados por Mário Centeno na Comissão do Trabalho e da Segurança Social, em resposta a críticas dos deputados sobre atrasos na atribuição de pensões.

De acordo com os números do titular da pasta das Finanças, em 2014 foram atribuídas 109 mil novas pensões, em 2018 foram 125 mil e em 2019 a taxa de crescimento até maio é de 25%.

“Por extrapolação, estimamos que este ano serão processadas 156 mil pensões, mais 50% do que as de 2014”, disse o governante, avisando que a capacidade de serviços de reagirem de forma imediata a este aumento é “muito limitada”.