A Caixa Geral de Depósitos ficará hoje, finalmente, com a capitalização concluída. O processo arrastou-se no tempo, já que foi iniciado ainda pela administração de António Domingues, mas só agora terá o desfecho que o Governo queria.

O Estado vai, assim, injetar 2,4 mil milhões de euros na instituição liderada desde o início de fevereiro por Paulo Macedo.

O ministro das Finanças fez o anúncio na quarta-feira, em entrevista à Bloomberg. Mas cometeu um lapso temporal, ao dizer que a capitalização iria ser feita ainda ontem. 

O ministério das Finanças logo avisou as redações de que Centeno pensava já era quinta-feira. Esse sim era, é hoje, o dia D. 

A forte capitalização da Caixa fica fechada hoje, precisamente". [Afinal será amanhã]

O desfecho do processo acontece antes de abril, que era a data prevista pelo Governo.

O atual presidente, Paulo Macedo, herdou-o e da única vez que falou sobre o assunto foi dois dias depois de tomar posse, para elogiar o plano "robusto" do seu antecessor. Sobre se dinheiro chega, nessa altura disse que, com apenas dois dias em funções, não podia "dar garantias"

Ainda a propósito do banco público, foi hoje noticiado que a Caixa aproveitou o perdão fiscal do Governo e, com isso, conseguiu poupar 21 milhões de euros.

/ VC